Intolerância Religiosa

Resultado de imagem para intolerancia religiosa

Olá, como vai?

Na última edição do Exame Nacional do Ensino Médio que aconteceu nos dias 05 e 06 de novembro de 2016 o tema proposto foi os caminhos de combate à intolerância religiosa, um assunto ao mesmo tempo que polêmico reflexivo, nos leva a repensarmos se estamos realmente agindo de acordo nossa fé. Interessado em conhecer um pouco mais sobre o assunto? Vamos lá!


Intolerância, segundo definições em vários dicionários no contexto em que aqui usaremos, quer dizer a incapacidade que um indivíduo tem em RESPEITAR (o que não significa aceitar) as diferenças existentes na comunidade, sejam elas de crença, cultura, orientação sexual etc. Ele simplesmente não tenta ou não quer entendê-las, apenas considera o modo como vive o certo.

Existem, como vimos acima, diversos modos de se demonstrar a intolerância, mas um dos piores, causador de guerras, é a intolerância religiosa, um mal que sobrevive a séculos sem aparentar desgastes. Se apresenta como um ódio sobre determinada crença ou costume religioso que não é seguido pelos intolerantes, estes julgam como sendo algo anormal.

Ao longo da história tivemos muitos exemplos desse crime contra a humanidade, podemos citar o Holocausto responsável pelo extermínio de mais de 6 mil judeus pelos nazistas entre os anos de 1941 e 1945, a forma de intolerância, não só religiosa como cultural, mais sangrenta e cruel dos últimos tempos.

Existem muitos casos isolados por todo o mundo de crimes que ferem a integridade de alguém por conta de sua religião, muitos não tomam força na mídia, mas estão lá acontecendo. Seja na escola onde são feitas piadinhas de mau gosto, no trabalho onde alguém é colocado a prova de fogo por causa de sua crença, ou até mesmo em seios familiares nos quais os pais não admitem que seus filhos sigam o contrário do que ensinaram, sempre há, em algum lugar, esse crime que também agride a diversidade humana.

Falando um pouco especificamente de Brasil aqui os membros de religião afro-brasileira são os que mais sofrem algum tipo de preconceito, são julgados sem ao menos serem ouvidos, são tratados como se praticassem o mal, quando na verdade a única coisa que buscam com a sua fé é o contato com aquilo que acreditam, é um refúgio para tanta ruína que existe em nosso mundo.

Um fato curioso que não podemos deixar de comentar é a guerra que existe até mesmo dentro de uma mesma crença: o cristianismo. Para quem não sabe católicos e evangélicos, por exemplo, compartilham a mesma crença em Jesus Cristo, diferindo-se apenas em suas próprias doutrinas e costumes, porém ao longos dos anos podemos notar uma disputa entre ambos os lados, cada um se dizendo dono da verdade, portador da Verdadeira Palavra de Deus, brigam entre si tentando provar, perdem o tempo que poderia ser usado em cumprir o principal mandamento de seu maior Senhor: "Amai-vos uns aos outros". Também há julgamentos entre eles, apontam com o dedo quem vai ao céu e quem descerá ao inferno, ferem assim mais um ensinamento: "Não julgueis para não serdes julgados". Dizem-se seguidores de Jesus Cristo, mas em momento algum ele mostrou ser intolerante com alguém, antes perdoou pecados, instruiu a andar pelo caminho reto com amor e carinho, não acusando ou ofendendo.

Respeito. Essa é a palavra para que qualquer tipo de intolerância deixe de existir, para que qualquer desavença entre a diversidade humana acabe. Aceitamos o que queremos, respeitamos para sermos respeitados em nossas escolhas!


Espero que tenha sido de utilidade o assunto abordado. Um forte abraço e até mais!

_____________________________________________________
Link de consulta:
Maiores casos de intolerância religiosa
Disponível em: https://www.preceden.com/timelines/13702-maiores-casos-de-intoler-ncia-religiosa


Comentários

Siga o blog pelo Instagram:

Postagens mais visitadas deste blog

"Amar é mudar a alma de casa"

A Brevidade da Vida

Aflições na Alma

Flores aos mortos

[Conto] Eternizados Pelo Amor