Quem sou eu?



Quem sou eu em um mundo cheio de brutalidades que não me agrada em seus sangrentos atrativos, mas que enche os perversos de prazeres e alegrias os quais me enojam?

Quem sou eu em um mundo onde as pessoas parecem viver apenas para si mesmas e se esquecem de olhar para o lado a fim de ajudar alguém que tanto precise?

Quem sou eu que um dia encontrei na amizade o real sentido da vida, mas que no outro provei da mais amarga dor que alma pode sentir chamada de decepção?

Quem sou eu em um mundo onde o amor é tratado como um substantivo comum e não como um valor preciso e próprio do espírito? Onde dizem amar sem ao menos saber o que isso significa? Onde hoje se ama um e amanhã o troca por nada?

Quem sou eu em um mundo onde as pessoas precisam constantemente se preocupar com as aparências ou no qual umas vivem se incomodando com aparência das outras? Onde o estereótipo dita as regras?

Quem sou eu em um mundo onde ser feliz é visto como errado?

Quem sou eu?
Quem é você?
Quem somos nós?

Quem pode nos responder?

Alguém para me esclarecer?

Comentários

  1. Ta ai uma pergunta que eu me faço todos os dias e cada dia é uma resposta diferente. Eu penso que por nós estarmos em contante mudança, cada dia nos tornamos um pouco diferente do que éramos no dia anterior e isso não é necessariamente algo ruim, pois da mesma forma que vemos alguém olhar para o próprio umbigo numa hora, na outra pode estar nos surpreendendo!

    ResponderExcluir
  2. Oi tudo bem?
    Realmente é uma pergunta que me faço diariamente afinal estamos sempre mudando e com isso novos eu vão aparecendo dentro de nós.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Geralmente me faço essas mesmas perguntas, pois tem horas que a gente se sente deslocado no meio da multidão. Suas reflexões são bastante válidas, e creio que além de escrever maravilhosamente bem, você consegue transmitir com precisão os seus sentimentos mais profundos. Parabéns!

    Beijos

    Hellen Cristhi

    ResponderExcluir
  4. Está aí uma boa pergunta que eu gostaria de saber a resposta. Mas aí também entra outra questão, valeria a pena saber a resposta? Talvez seja esse mistério que nos faça querer mudar, melhorar...
    Enfim, belo texto e bem interessante também.

    ResponderExcluir
  5. Essas perguntas vivem rondando a minha cabeça o tempo inteiro. Quem sou eu nesse mundo enorme que engole cada sentença de coisa positiva? O que me faz ser eu e você ser você? É complicado lidar com esses questionamentos, não por estarmos em dúvida, mas por haver uma infinita possibilidade de escolhas das quais não temos absoluta certeza. Acho que concordo um pouco com a moça do comentário acima, não sei se vale a pena saber a resposta, mas acho que vale a pena lutar pelo que acreditamos que somos ♥

    ResponderExcluir
  6. Eu me pergunto isso todos os dias, " Quem sou eu neste mundo?" Um mundo que pra mim parece completamente estranho, não me acho neste mundo, um mundo que não há paz, não há tranqüilidade, quem sou eu afinal? As vezes acho que sou um ET ou algo do tipo, mas tenho certeza que não sou igual a maioria, não gosto de coisas que a maioria gosta, sou diferente, é só isso que sei.

    ResponderExcluir
  7. É muito difícil descobrir quem somos nós em um mundo que não nos deixa gostar disso, independente do que cada um é. Gostar de si mesmo, se valorizar, tecer um auto elogio ou concordar com um elogio de terceiros... É sempre visto como "tá se achando" e não como amor próprio - que, cá entre nós, é essencial pra gente descobrir quem é de verdade.
    Até que isso mude fica difícil ter uma resposta e a gente fica se questionando, sempre...

    ResponderExcluir
  8. Gostei muito da sua reflexão. É uma pergunta tão simples mas exige uma complexidade enorme para uma resposta (e talvez nem tenha essa resposta). Sermos diferentes de "todo mundo" é uma tarefa dificil mas é isso que faz a nossa identidade!
    Adorei o post, parabéns ❤️

    ResponderExcluir
  9. Bem profundo e reflexivo o seu texto! Importante nos questionarmos sempre quem nós somos, que posição estamos assumindo no mundo, e a partir daí, encontrar um jeito de melhorar as coisas :) Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Ta aí uma pergunta que eu não sei responder para mim mesma. As vezes paro para pensar nisso e começo a me perguntar se fiz as escolhas certas no passado e se caso tivesse tomado um caminho diferente como eu seria hoje. Mas ainda não sei nem como sou agora, quem sou eu?

    ResponderExcluir
  11. Nossa!! Esse seu texto ficou bem intenso e que todo mundo deveria ler e ficar com inumeras perguntas na cabeça, como eu fiquei sabe rs..
    É uma pergunta simples que todos conseguem fazer, mas responder é mais dificil, requer muitas reflexões

    ResponderExcluir
  12. Boa pergunta, as vezes nos cercamos de indecisões, nossos sonhos são transformados em outras coisas, deixados de lado, trocamos amizades e amores e no fim, acabamos nem ao menos nos reconhecendo...

    ResponderExcluir
  13. Uau! Não consigo te responder, eu também não sei quem eu sou! Mas acredito que isso não tenha resposta mesmo. Muitas coisas na vida não tem respostas e temos que continuar vivendo e apenas ignorar algumas coisas.... Continue a nadar, já diria a Dori! ;)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Sinta-se livre para comentar!

Postagens mais visitadas deste blog

"Amar é mudar a alma de casa"

Aflições na Alma

A Brevidade da Vida