Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2017

A beleza do mundo

Imagem
Sabe onde está a beleza do mundo? Na diversidade. Cada um tem um jeito de sorrir, de olhar, de conversar. Cada um tem uma maneira de ver o mundo e por ele passar.
Religiões se diferem, culturas são distintas, costumes deixam claro suas particularidades e não há nada de errado nessas diferenças, somos todos da mesma raça e temos o direito de sermos felizes com aquilo que nos identifica. Porém a intolerância persiste em pregar seus estereótipos, em querer padronizar o globo como se isso fosse possível, insisti em moldar um mundo que privilegia uns e oprime outros; o resultado para essa ignorância não poderia ser outro: crueldade, tragédia, tristeza. As pessoas não podem ser felizes, não podem viver da forma como querem, porque sempre são vítimas de julgamentos, são forçadas a viver aquilo para o qual foram predestinadas sem consentirem, são oprimidas ao ponto de acreditar que passar o resto dos dias infelizes é a melhor escolha, mas não é; muitas não aguentam a aflição e tratam por colocar u…

[WebSérie] Romântico Anônimo - Capítulo 45

Imagem
Capítulo 45
Eliseu não sabia o que dizer e nem como agir, estava mesmo disposto a corrigir o erro, estava disposto em ajudar o filho a sair daquela situação, por alguns instantes pensou que a tarefa não seria difícil, mas todas as suas expectativas minguaram, restaram apenas o susto, o espanto e as incertezas. — Filho? — Laura tomou a palavra —. Estamos todos dispostos em unirmos nossa família e apagarmos o passado, queremos viver dias diferentes daqui para frente, dias nos quais a felicidade será nossa maior companhia. — Felicidade? – riu irônico, desacreditado, debochado —. Felicidade por pensar que os perdoei? Nunca vou me esquecer do dia que fui trazido para cá, da forma como fui deixado à minha própria sorte, da rejeição que sofri! — os olhos estavam encharcados —. Vocês não querem me tirar daqui, querem se aliviar da culpa que carregam e, assim, serem tidos como benfeitores de toda a história. — Isso não é verdade — usando da tranquila serenidade, como de costume, Isabel aconselhou…

[WebSérie] Romântico Anônimo - Capítulo 44

Imagem
Capítulo 44
A terça-feira clareou. Embora o vento da manhã derrubasse as temperaturas o sol raiava sua luz e aquecia os corpos tremulantes. Felizes, os pássaros cantavam, os jardins ainda estavam floridos e as folhas das árvores davam sinal de que o outono começava seu trabalho. De óculos escuros, roupas de inverno e sem poupar o adocicado perfume das rosas, Gabriela foi levada pela mãe ao hospital da Cidade da Paz, onde seu amigo tão especial estava internado, aguardando que os médicos lhe trouxessem as boas notícias. — Olá — a garota fingia não enxergar. Ao ver a porta do quarto e se abrir se deparar com o envolvente sorriso da jovem adolescente Gustavo sentiu o coração acelerar e uma satisfação tomar sua alma. Ver que a amiga estava bem, que o perigo já não existia, era reconfortante, todo o esforço valera mesmo à pena. — Vou deixá-los a sós — Juliana percebera o clima entre o casal, não ficaria “segurando vela” —. Qualquer coisa podem me chamar. Aproximando-se do Romântico Anônimo, a g…

[WebSérie] Romântico Anônimo - Capítulo 43

Imagem
Capítulo 43
O homem alto, de cabelos grisalhos, rosto atraente encarou os olhos verdes da mulher pela qual um dia muito se sentiu apaixonado, a mulher que na juventude lhe despertara sentimentos tão intensos, sentimentos que nenhuma outra mulher pôde despertar no bem sucedido empresário. Helena o amava, sabia que o amava, embora dissesse que sua volta à Cidade da Paz era somente por Júlia, ela tinha dentro de si o desejo de reconquistar o único homem que amou, porém os primeiros encontros foram ácidos e com isso seu anseio se ofuscou. — O que faz aqui? — levantou-se depressa encontrando nos olhos castanhos o mesmo olhar que em dia a enfeitiçara. — Precisamos conversar — respondeu suave, tranquilo, amistoso —, nem que essa seja a última vez. — Antes de qualquer coisa, perdoe-me — a terapeuta possuía um olhar fixo, sincero —. Eu tentei matá-lo, agi feito um covarde, insisti no erro que afasta as pessoas de mim, pessoas que eu gosto. — Eu aceito o seu pedido e também quero o seu perdão — afir…

Siga o blog pelo Instagram: